Zidane solta o verbo antes da decisão da Supercopa da Espanha

Os 23 jogadores do Real Madrid para a Supercopa da Espanha
6 de janeiro de 2020

(foto: reprodução/ Foto: Real Madrid TV)

Compartilhe

Zidane solta o verbo antes da decisão da Supercopa da Espanha
5 (100%) 2 votes

Real Madrid e Atlético de Madrid vão se enfrentar em mais uma decisão, dessa vez pelo título da Supercopa da Espanha. A partida ocorrerá neste domingo, dia 12 de janeiro, às 15 horas (horário oficial de Brasília), no estádio King Abdullah, em Jedá, na Arábia Saudita.

Antes da final, o técnico do Real Madrid, Zinedine Zidane, analisou o jogo em entrevista coletiva concedida neste sábado. Sobre as críticas ao seu trabalho, o treinador francês fez questão de salientar a importância da preparação para cada partida. Também falou que o segredo para afastar as críticas é trabalhar muito duro, e que, se derrotas ocorrerem, as críticas vão continuar.

Quando perguntado a respeito do seu adversário, Zidane definiu o Atlético como um time bastante perigoso, que defende e ataca muito bem. Para ele, cada partida é diferente, ou seja, o retrospecto em finais contra os colchoneros não importa. Comentou ainda sobre a situação de João Félix, que vem sendo bastante criticado. Falou que o Atlético contratou o português para o futuro, mas ainda sim, é um jogador muito importante para o presente.

Zidane afirma não saber se gosta do novo formato da Supercopa, e que o foco merengue é ganhar tudo. Quando questionado sobre o mercado de transferências, ele logo mostrou que seu único objetivo é a partida decisiva de amanhã.

Sobre a crise do Barcelona, o técnico francês disse que imaginava uma vitória dos catalães, mas que o seu rival de Madrid competiu com muita raça até o apito final. Bateu na tecla de que Ernesto Valverde, técnico da equipe da Catalunha, não é o único a ser pressionado quando o clube está em crise. Todos os treinadores, garante, passam por isso quando suas equipes estão em má fase.

Zidane declarou que se sente melhorando, não só como treinador, mas como pessoa, e que sua função é trabalhar duro, pois o resto ele não tem como controlar. Sobre as mudanças desde que reassumiu o cargo de treinador merengue, enfatizou que nada mudou para os jogadores, que eles têm bons e maus momentos e que formam uma grande equipe que trabalha, hoje, para dar alegria para a torcida.

Ainda sobre a final, o técnico merengue disse que não há mais pressão, que seus jogadores vivem por essas partidas e que está no DNA do Real Madrid. Além disso, declarou saber o que vão enfrentar amanhã. Segundo ele, os jogadores estão preparados para fazer uma grande partida.

Autor

Estudante de jornalismo, amante de futebol e do Real Madrid.


Compartilhe
Henrique Amaral
Henrique Amaral
Estudante de jornalismo, amante de futebol e do Real Madrid.
%d blogueiros gostam disto: