Vinicius Jr, Rodrygo… E o quanto antes, Paquetá!

Capitão da Espanha, Sergio Ramos fala que "Julen fez parte do que foi feito, mas precisamos virar a página" e aprova escolha de Hierro
Sergio Ramos: “Parece que estamos em uma funerária e amanhã começa a Copa do Mundo”
14 de junho de 2018
Marcelo capitão na estreia
16 de junho de 2018
Compartilhe

A política de contratações adotada pelo Real Madrid nos últimos anos vem apresentando grande eficiência, ao consistir em assinar com atletas jovens e talentosos, anteriormente ao seu completo destaque no cenário mundial, por uma quantia financeira menos inflacionada.
 
Dessa forma, foram contratados jogadores como Raphaël Varane, Dani Carvajal, Casemiro, Isco Alarcón, Marco Asensio, Martin Ødegaard, além dos dois atacantes mais promissores do futebol brasileiro. Em maio de 2017, Vinicius Jr. foi contratado pelo Real Madrid, junto ao Flamengo, por 45 milhões de euros, apresentando-se em Madrid para a temporada 2018/2019 e, hoje, Rodrygo Goes assina com o Real Madrid até 2025, deixando o Santos em julho de 2019, em uma transferência na qual o Santos receberá 40 milhões de euros.
Vinicius Jr. sempre foi um destaque nas categorias de base do Flamengo, algo que também se sucedeu nas categorias inferiores da seleção brasileira, sobretudo no Sul-Americano sub-17, no qual foi campeão, melhor jogador e artilheiro. Além disso, o jovem de ainda 17 anos apresenta números superiores aos de Neymar e Gabriel Jesus no início da carreira. De acordo com informações do Footstats, quando os três atletas completaram 1613 minutos jogados, Vinicius, com menos titularidades e minutos em campo por jogo, marcou mais gols (10 contra 7 de Neymar e Jesus),  finalizou mais vezes e com superior precisão, inclusive necessitando de menos finalizações para marcar do que os atuais titulares da seleção brasileira no Mundial da Rússia que se iniciou ontem. 
Fonte: @Footstats (Twitter)
Rodrygo (17), por sua vez, firmou-se como titular do Santos neste ano, realizando até então, 29 partidas e marcando 9 gols, segundo dados do site ogol.com.br. Bons números para o início de uma trajetória, sobretudo pelo hat-trick marcado diante do Vitória no dia 03/06/2018, além de boas participações em jogos importantes. O que mais me chama a atenção em Rodrygo é a verticalidade de seus movimentos e de como consegue chegar ao gol com facilidade. Seus dribles são objetivos e muito bem associados à velocidade que possui, culminando as jogadas efetivamente e em pouco tempo.
Fonte: Gazeta Esportiva
A compra dos jovens não representa apenas o ato de superar a concorrência, sobretudo o Barcelona por ter comprado Neymar em 2011, algo que o Madrid certamente não quer que se repita, mas também um golpe de autoridade no mercado ao fechar com dois símbolos da nova geração de futebolistas brasileiros que promete muito, garantindo assim, qualidade para que o futuro do Real Madrid siga vitorioso, assim como o momento que o clube desfruta atualmente, tendo conquistado a UEFA Champions League 4 vezes em 5 anos. Acerta o Presidente Florentino Pérez ao afirmar que Vinicius Jr. e Rodrygo são o futuro do Real Madrid, visto que o clube pode vir a garantir ao menos 10 anos de alto rendimento da dupla, formando um ataque illusionante.
 
Se os valores a serem pagos pelos dois brasileiros representam um gasto alto e exagerado? Acredito que torna-se gasto, independente do valor, quando se compra um jogador de má qualidade, o que não é o caso. Enxergo a compra de Vinicius e Rodrygo como um investimento acertado para um futuro próximo, pela qualidade em campo e pelo poder de marketing que ambos podem proporcionar ao Real Madrid, aproximando ainda mais o clube dos adeptos brasileiros, gerando assim, venda de camisas, a chegada de patrocinadores, maior valorização dos direitos de TV, entre outras vantagens, não apenas recuperando o dinheiro investido, mas também proporcionando um lucro acima do valor pago.
 
Mercado inflacionado? Certamente. Kylian Mbappé, por exemplo, com idade próxima aos dois, custou 180 milhões de euros ao PSG. Os jogadores devem ser comprados logo no início de sua projeção para evitar valores ainda mais elevados e as coisas são como elas são. Além disso, o Brasil é, assim como a América do Sul, um mercado de exportação de atletas, sobretudo para o continente europeu. Os jovens futebolistas do nosso continente ainda são menos inflacionados em comparação aos europeus, muito pelo fato de desejarem jogar no exterior, o que dificulta a determinação de multas ainda mais elevadas, mas também por não estarem totalmente preparados às exigências táticas das potências europeias e pela necessidade de adaptação a um contexto completamente distinto ao que foram predominantemente formados. Entretanto, o jovem promissor sul-americano – sobretudo o brasileiro – possui como principal característica o talento nato, o que além do menor preço, torna o Brasil uma possibilidade indispensável no mercado, algo que o Real Madrid explorou com maestria.
Fonte: Daily Express
 
Por qual motivo destaco Lucas Paquetá (20) no título do texto? Pelo simples fato de acreditar que ele, junto à Vinicius e Rodrygo, representam os melhores jogadores da nova geração brasileira que está chegando e penso que o Real Madrid deva investir em sua compra antes que outro clube apareça e pague a multa de 50 milhões de euros. Paquetá já atuou em várias posições no meio-campo do Flamengo e, a cada mudança, joga melhor. Atualmente joga como um segundo volante / ‘8’ box-to-box e é um dos melhores jogadores do campeonato brasileiro, com imposição física favorecida pela sua boa altura de 1,80m e velocidade, disciplina tática sem bola, rápida tomada de decisão e movimentos técnicos – passes precisos, boas finalizações e dribles – muito bem executados. 
 
O que mais me agrada no jogo do atleta do Flamengo, além de sua projeção, qualidade e versatilidade, é o desejo que possui de recuperar a bola. Ainda que cometa erros por conta da baixa idade e por ainda estar em desenvolvimento, tal fator, vindo de um jogador de características predominantemente ofensivas, recorda Kevin de Bruyne no Manchester City e é um aspecto determinante para se contratar um centrocampista, de fato, moderno, por defender e atacar de modo intenso e qualificado.

Fonte: Esporte Interativo

Ainda que Marcelo tenha lançado um guiño ao brasileiro, “convidando-o” para atuar com ele e Vinicius (o que facilitaria a adaptação de Vini e Paquetá) no Real Madrid, rumores / especulações sobre Madrid-Paquetá não surgiram, o que leva a crer que não houve procura do clube de Madrid até o momento, cenário no qual torço para que se altere. 
 
Se é exagerado pagar 50 milhões de euros por um atleta que ainda não está totalmente pronto? Quando estiver, irá valer 200 milhões ou mais. Eu, particularmente, prefiro pagar 50 ao Flamengo, em vez de 200+ a algum rival direto. É um talento único e, por mais que não chegue para ser titular de imediato, teria, de início, Toni Kroos e Luka Modri? como tutores (um privilégio) para, posteriormente, ser o sucessor de um deles. 
 
Parabéns ao Vinicius Jr. e ao Rodrygo por suas respectivas transferências, todo o madridismo está com a melhor expectativa para vê-los no Santiago Bernabéu em breve… E o quanto antes… Lucas Paquetá.
Fonte: globoesporte

 Lawson Crouse Womens Jersey

Autor

Bacharel, Licenciado e Especialista em Educação Física.
Mestre e aluno de Doutorado em Desenvolvimento Humano e Tecnologias.
Treinador de futebol habilitado pela The FA (Inglaterra) – Nível 1.
Idiomas: Português (brasileiro), Inglês, Espanhol e Italiano.

Instagram e Twitter: @ericmrlima
E-mail: [email protected]
Site: mafiamerengue.com


Compartilhe
Eric Lima
Eric Lima
Bacharel, Licenciado e Especialista em Educação Física. Mestre e aluno de Doutorado em Desenvolvimento Humano e Tecnologias. Treinador de futebol habilitado pela The FA (Inglaterra) - Nível 1. Idiomas: Português (brasileiro), Inglês, Espanhol e Italiano. Instagram e Twitter: @ericmrlima E-mail: [email protected] Site: mafiamerengue.com
%d blogueiros gostam disto: