Tite fala sobre possível interesse do Real Madrid e sobre seleção em coletiva

Fred fora contra a Áustria
9 de junho de 2018
A última dúvida de Lopetegui
10 de junho de 2018
Compartilhe

Dê uma nota pra esse post:

O técnico Tite concedeu uma entrevista coletiva no início da tarde deste sábado (09/06). Nela, o técnico da seleção brasileira comentou a respeito de diversos assuntos, entre eles o possível interesse do Real Madrid e o aspecto emocional que a partida contra a Áustria carrega.

A respeito do interesse da equipe merengue por seu trabalho, Tite declarou que respeita as opiniões dos jornalistas. Mas a partir do momento em que aspas são colocadas, atribuindo a ele declarações inverídicas, isso se torna um desrespeito. O comentário ocorreu porque nos últimos dias alguns veículos de comunicação citaram supostas declarações de Tite que sonhava em treinar o Real Madrid.

Falando do aspecto emocional da partida contra a Áustria, o treinador brasileiro disse ser uma das mais difíceis, pois, já que é a última partida antes da estreia na Copa do Mundo, existe o risco de lesões, da perda de desempenho, de confiança. Tudo isso são fatores a mais para a partida, o que a torna extremamente importante.

Quando perguntado sobre Neymar, Tite declarou que para que se possa recuperar o ritmo, deve-se treinar forte. Disse ainda que fala para seus jogadores não tirarem o pé e não deixarem de competir. E declarou que Neymar não jogará todo o amistoso.

Sobre quase nunca ter ficado atrás do placar em uma partida, o técnico falou que o importante é jogar bem e não desistir. Disse o quão importante é acertar a meta e dar trabalho ao goleiro. E que é sempre bom observar o lado positivo de uma partida, seja qual for o resultado.

Quando comentou sobre as negociações de seus jogadores, Tite ressaltou que os processos precisam ser rápidos e que nada deve ser escondido de ninguém.

Em relação à escalação da Copa do Mundo, o treinador afirmou que o desempenho no jogo contra a Áustria é que irá definir se a escalação será mantida ou não para a Copa.

Comentando sobre as lideranças da equipe e o rodízio de capitães, Tite fez questão de frisar que todos são líderes, e que cada um possui um tipo de liderança. Disse também que o rodízio acontecerá durante a Copa do Mundo entre os principais atletas e os mais experientes. Sobre o começo do rodízio, o técnico do Brasil declarou que foi uma necessidade, e que é uma coisa boa, pois a responsabilidade é compartilhada pelos escolhidos. Joe Klecko Authentic Jersey

Autor

Estudante de jornalismo, amante de futebol e do Real Madrid.


Compartilhe
Henrique Amaral
Henrique Amaral
Estudante de jornalismo, amante de futebol e do Real Madrid.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: