Seis motivos para acreditar que Solari não está feliz

Karim Benzema, especialista em abrir o placar
4 de janeiro de 2019
O erro de Solari com as contas
5 de janeiro de 2019

Santiago Solari assistindo o jogo contra o CSKA | Foto de Javier Soriano/AFP

Compartilhe

“Estamos felizes com o que estamos fazendo”, disse Solari no último minuto, pegando o madridismo em mal-estar em uma coletiva de imprensa que fez subir a tempertura. O tom de sua aparência sempre foi auto-complacente, com duas outras reflexões que não se encaixam com o clube que ele representa. Solari estaria infeliz?

“O objetivo é subir de posições, passamos do 9º para o 4º”, como se o que realmente importasse não fosse que a distância para o líder, o Barcelona, é a mesma que depois do terrível  5-1 e a demissão de Lopetegui, sete pontos. “Não podemos subestimar os empates”, quando esse empate, após sair ganhando, deixa a equipe tão longe do primeiro que o Real Madrid nunca permaneceu nesta posição na atual temporada.

Solari queria defender seu trabalho, mas precisa frear. Porque o Real Madrid tem muito mais razões para se sentir preocupado do que feliz. Desde a classificação até as lesões, passando pelo jogo da equipe e até o desencantamento dos torcedores, manifestado no influxo do Bernabéu. Uma realidade da qual ele não pode escapar.

A classificação

Quarto lugar, a sete pontos do líder. Essa realidade aumenta a preocupação de todos os setores do clube, que vêem como o campeonato começa a se afastar cedo demais, como aconteceu no ano passado e recorrentemente na última década. Solari ganhou cinco jogos, empatou um e perdeu outro. Todos os seus rivais estavam abaixo do décimo lugar, com exceção de Valladolid, que foi o sexto.

O jogo

O futebol do Real Madrid segue muito longe da qualidade, mesmo contando com 8 jogadores nomeados à Bola de Ouro. Os últimos três compromissos da equipe nem La Liga não convidam, nem muito menos, à satisfação. Vitórias pelo mínimo e implorando para o jogo acabar logo (Huesca) e penúltimo (Lightning) e o empate no Villarreal, com uma boa primeira parte … e um segundo tempo ruim. Se salvam, parcialmente, as vitórias em Balaídos e Valência. Talvez a melhor partida foi contra a Roma, na Champions.

Dois solavancos

Real Madrid 0x3 CSKA/Mediapro

Solari já tem no seu currículo a pior derrota na história do Real Madrid no Bernabéu, na Liga dos Campeões. Tanto quanto os merengues não jogaram nada em termos de qualificação, o argentino arriscou com uma equipe semelhante à que bateu o Melilla e foi espancada por um CSKA que nem sequer entrou na Liga Europa. Anteriormente, os merengues foramvítimas em Ipurua de um doloroso 3-0 que caiu como um jarro de água gelada. Dois solavancos em 14 jogos.

A praga das lesões

Bale voltou a sair lesionado no jogo contra o Villarreal

Com Solari no banco, tem sido os problemas musculares da equipe, incluindo recaídas como a de Asensio, que retornou após se retirar por lesão no Mundial de Clubes e durou alguns minutos, Mariano (foi reaparecer e permanece na sombra), Marcelo e Reguilón (uma partida e retorna ao departamento médico). Ainda devemos somar as baixas mais recentes, Marcos Llorente e Gareth Bale. Uma praga que deveria ser outro motivo de preocupação para Solari.

O caso Isco

Solari, sobre Isco: “São decisões específicas para momentos específicos”. / Foto: Pablo García

O treinador argentino teve em Isco seu grande foco de controvérsia desde que assumiu o cargo. Habitual suplente e até mesmo descartado em Roma, o malaguenho perdeu sua status e hierarquia, o que é um problema sério para o técnico, ter um dos jogadores mais importantes do elenco fora da equipe. Agora, sem Bale e Asensio, ele precisa disso. Certamente teria sido bom ter jogado mais. Vale lembrar que na final da Copa do Mundo de Clubes, Vinícius teve minutos. Isco, não.

O Santiago Bernabéu se esvazia

Uma realidade que Solari não pode escapar, mesmo que ele tenha estado no cargo por apenas alguns meses e, logicamente, não seja um dos grandes responsáveis. Os torcedores estão esvaziando o Bernabéu, que apresenta alguns dados de afluxo mais do que preocupantes. A regra é ficar longe dos 70.000, o que é um paradoxo no momento de sucesso que o Real Madrid está experimentando, com 17 títulos desde 2009.

Autor
Presidente [Fundador] PORTAL MÁFIA MERENGUE [MME]

Capitão Fundador e Presidente do PORTAL MÁFIA MERENGUE [MME]🔥
@mafiamerengue
Associado e Sócio do @cruzeiro
À glória do Grande Arquiteto Do Universo!
www.mafiamerengue.com


Compartilhe
Carlos Pacheco
Carlos Pacheco
Capitão Fundador e Presidente do PORTAL MÁFIA MERENGUE [MME] @mafiamerengue Associado e Sócio do @cruzeiro À glória do Grande Arquiteto Do Universo! www.mafiamerengue.com
%d blogueiros gostam disto: