Real perde, se classifica, mas Solari se equivoca: Não falta só um atacante, falta um time… E um grande técnico

OFICIAL: Casilla deixa o Real Madrid e assina com o Leeds United
17 de janeiro de 2019
Real Madrid paga a multa e Éder Militão reforça a equipe a partir da próxima temporada, segundo jornalista brasileiro
18 de janeiro de 2019

Com escalação discutível de Solari, Real Madrid deixou uma pobre imagem mesmo se classificando. Créditos: Pablo GarcIa / MARCA

Compartilhe

Dê uma nota pra esse post:

Mesmo perdendo para o Leganés por 1-0, o Real Madrid se classificou para as quartas-de-final da Copa do Rei pelo placar agregado de 3-1. A equipe atuou, novamente, de maneira preocupante e medíocre, contando ainda com uma escalação absolutamente incoerente por parte do treinador argentino Santiago Solari.

Criando pouco de modo a levar insuficiente perigo à meta de Cuellar, Vinicius Jr. foi a melhor notícia de um confronto no qual Brahim Díaz atuou apenas 5 minutos (por falha de Solari) e realizou uma finalização na trave, sendo superior a Lucas Vázquez e sua nula temporada. A atuação do Real Madrid demonstrou a imagem da temporada mais uma vez: falta de intensidadecomplacênciainexistência de um estilo de jogo e nível de rendimento medíocre.

Em uma partida que Brahim poderia ter sido titular e Cristo González também, Solari escalou a equipe com Marcelo e Reguilón como titulares, o que é um absurdo. Já está difícil ver um deles jogando na posição habitual, então por qual motivo racional um deve jogar mal na posição de origem e o outro também, mas fora de posição? Não há. O Real Madrid tem 6 opções de jogadores para serem atacantes de lado (Na verdade, 5, Vázquez não deveria ser uma), a improvisação de um lateral é incompreensível.

Marcelo voltou a ser titular pelo Real Madrid. Créditos: Site oficial do Real Madrid

Isco, por sua vez, que deveria ser a manchete da partida como o destaque positivo, foi notícia por seu estado de forma que está longe do ideal e por não cumprimentar seu treinador após ser substituído. Lento e impreciso nas tomadas de decisão, segue mostrando que está desconectado da realidade, do comprometimento com a equipe e que suas escassas oportunidades são cada vez mais pertinentes.

Na coletiva de imprensa, Solari esteve acertado em acusar a falta de uma referência ofensiva. Benzema não tem alguém para competir com ele no posto de 9, pois Mariano sofre com lesões e não é um jogador do mesmo nível. Além disso, Cristo está começando a fazer parte do elenco agora, tem alto potencial, mas sua inclusão na dinâmica da equipe deve ser feita com cuidado. Entretanto, Solari se equivoca ao começar com Cristo González no banco em uma partida de Copa, contra uma equipe modesta, com vantagem de 3 gols e nenhum em campo. Mesmo tendo entrado no 2º tempo, era o contexto perfeito para que um jovem do Castilla, extremamente motivado, pudesse mostrar serviço em 90 minutos e sem uma elevada carga de pressão.

Cristo em ação pelo Real Madrid contra o Leganés. Créditos: Site oficial do Real Madrid

Solari acumula erros e não vem se mostrando como o adequado para seguir na equipe a longo prazo, algo já avisado pelas pífias derrotas em casa para CSKA (0-3) e Real Sociedad (0-2), além do absurdo 3-0 do Eibar, fora de casa. A equipe não rende, o estilo de jogo não é claro e a vulnerabilidade, associada a uma péssima construção de ideias que envolve jogadores em mal momento, resumem o quanto esta temporada está caótica.

Mais uma partida, a mesma imagem e a repetição de avisos anteriores: O Real Madrid segue pagando o preço por atrasar a renovação imediata de seu elenco. Desde as últimas conquistas, esses avisos foram constantes, deveriam ter sido atendidos aos poucos e, agora, a necessidade se tornou urgência.

Isco teve outra atuação apagada diante do Leganés. Créditos: Site oficial do Real Madrid

Pela estrutura das competições, a iminente e necessária revolução (Kane, Eriksen, De Bruyne…) no elenco madridista só poderá ocorrer no início da temporada 2019/2020… E que ocorra. Mas até lá, que o compromisso com a instituição seja honrado, que a temporada seja satisfatoriamente salva com a recuperação de um nível de jogo decente, a (obrigatória) classificação para a Champions e a chegada de alguns jogadores, além de Brahim, como Mario Hermoso, que pode contribuir no centro da defesa e na pífia lateral-esquerda, o promissor e qualificado atacante Piatek e até mesmo antecipar a vinda Eden Hazard, para que se acabe o reinado de Bale e Vázquez. Algo deve ser feito.

Todos podem jogar a Champions e são qualificados para contribuir na temporada atual e ser importantes para o projeto da temporada seguinte… O qual torço para ser comandado por Massimiliano Allegri.

Autor

Bacharel, Licenciado e Especialista em Educação Física.
Mestre e aluno de Doutorado em Desenvolvimento Humano e Tecnologias.
Treinador de futebol habilitado pela The FA (Inglaterra) – Nível 1.
Idiomas: Português (brasileiro), Inglês, Espanhol e Italiano.

Instagram e Twitter: @ericmrlima
E-mail: [email protected]
Site: mafiamerengue.com


Compartilhe
Eric Lima
Eric Lima
Bacharel, Licenciado e Especialista em Educação Física. Mestre e aluno de Doutorado em Desenvolvimento Humano e Tecnologias. Treinador de futebol habilitado pela The FA (Inglaterra) - Nível 1. Idiomas: Português (brasileiro), Inglês, Espanhol e Italiano. Instagram e Twitter: @ericmrlima E-mail: [email protected] Site: mafiamerengue.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: