Real Madrid vence o Levante com dois gols de pênalti e atitude lamentável de Bale

Punição da FIFA ao Chelsea, rendimento de Vinícius e chegada de Rodrygo esfriam a negociação por Hazard
23 de fevereiro de 2019
Ødegaard é o maior criador de chances de gol na Eredivise e sua volta definitiva ao Real Madrid pode estar próxima de ocorrer
26 de fevereiro de 2019
Bale marcou na vitória do Real Madrid mas teve atitude estranha em sua comemoração. Fonte: Real Madrid / Helios De la Rubia

Bale marcou na vitória do Real Madrid mas teve atitude estranha em sua comemoração. Fonte: Real Madrid / Helios De la Rubia

Compartilhe

Em partida válida pela 25ª rodada da La Liga, o Real Madrid venceu o Levante fora de casa em um jogo complicado. BenzemaBale marcaram para os merengues, preenchendo o placar de 1-2.

Solari optou por não mudar a equipe titular, com exceção da entrada de Nacho pelo suspenso Ramos. Mensagem e decisão corretas do argentino, mas é inadequado dizer que iniciou o jogo com força total. É triste ver Asensio no banco e Vázquez, novamente, titular.

Primeiro tempo difícil e com acerto do VAR

O Levante jogou melhor e isso é preocupante. O Real Madrid não conseguiu igualar a intensidade dos locais e sofreu. Os anfitriões enviaram duas finalizações na trave e levaram muito perigo à meta de Courtois em outras oportunidades.

Faltou ao Madrid um pouco de agressividade na recuperação da bola e maior precisão na antecipação dos centrais. A construção das jogadas também foi pobre até os trinta minutos, junto à pressão alta. A partir desse momento, a equipe conseguiu trabalhar melhor a posse de bola e abriu o placar pouco antes do intervalo.

Posteriormente a um cruzamento de Modric, desviado por Bardhi com a mão, o VAR revisou a jogada e o árbitro Iglesias Villanueva confirmou o pênalti. Bardhi protegia o rosto, mas com o braço afastado do corpo. Pênalti claro. Benzema bateu mal, mas converteu a cobrança. 0-1.

Benzema abriu o placar em cobrança de pênalti: Créditos: Helios De La Rubia / Real Madrid

Sorte e novo acerto arbitral

O retorno para os 45 minutos complementares foi melhor. Mais intenso, o Madrid executou bem a pressão alta e causou problemas ao Levante com alguns contra-ataques envolvendo Vinícius e uma cabeçada na trave de Benzema.

Entretanto, os anfitriões conseguiram o empate por uma desatenção defensiva. Roger empatou no minuto 60 ao completar um cruzamento rasteiro, antecipando-se a Nacho. Apesar do empate, o Real seguiu jogando bem e teve boas oportunidades com Vinícius.

Com o tempo passando rápido, a sorte esteve ao lado do Real. Casemiro sofreu pênalti, corretamente revisado pelo VAR e assinalado por Villanueva. Bale converteu e sua atitude na comemoração foi lamentável, afastando-se de Vázquez, cumprimentando friamente os outros e desrespeitando seus companheiros. Atitude típica de um jogador que não é de equipe, cujo tempo na instituição parece estar perto de um cada vez mais merecido fim. 1-2.

Bale sendo cumprimentado por Varane. Créditos: Helios De La Rubia / Real Madrid

Nacho foi expulso logo depois, assim como Pedro López (no banco do Levante), mas a vitória do Real Madrid não foi ameaçada até o final do jogo.

Até quando, Bale… Até quando, Vázquez…

Solari correu muitos riscos. O treinador argentino sacou Kroos e Benzema, colocando Valverde e Bale em seus respectivos lugares… Mas Vázquez seguiu. É verdade que o jogo do meio da semana é importante e alguns jogadores devem ser preservados, mas antes disso, deve-se ganhar o jogo. Com 1-1 no placar e Vázquez em campo, todos sabemos quem deveria sair primeiro.

Bale deve entender que as críticas que o envolvem são justas. Atitude fria e inadequada do galês com seus companheiros após marcar o segundo gol. A crítica se centra na sua atitude, não na sua qualidade. E é justamente por conta de suas ações comportamentais que seu rendimento é esporádico, pobre e desnecessário. Sua saída é iminente e alegra que seu valor de mercado seja alto.

ViníciusValverde, com personalidade. É verdade que o brasileiro deve melhorar nas definições e é certo que isso ocorrerá. Entretanto, é importante lembrar que é a figura ofensiva mais ativa da equipe e oferece muito. Com 18 anos, já é um gigante… E crescerá ainda mais. Em relação ao uruguaio, que não jogava há muito tempo, é digno dizer que aproveitou muito bem seus minutos. Preciso, intenso e corajoso. Ofereceu jogo e conseguiu uma boa finalização.

A por la Copa…

Jogadores do Real Madrid celebrando o gol de Benzema. Créditos: Helios De La Rubia / Real Madrid

Autor

Bacharel, Licenciado e Especialista em Educação Física.
Mestre e aluno de Doutorado em Desenvolvimento Humano e Tecnologias.
Treinador de futebol habilitado pela The FA (Inglaterra) – Nível 1.
Idiomas: Português (brasileiro), Inglês, Espanhol e Italiano.

Instagram e Twitter: @ericmrlima
E-mail: [email protected]
Site: mafiamerengue.com


Compartilhe
Eric Lima
Eric Lima
Bacharel, Licenciado e Especialista em Educação Física. Mestre e aluno de Doutorado em Desenvolvimento Humano e Tecnologias. Treinador de futebol habilitado pela The FA (Inglaterra) - Nível 1. Idiomas: Português (brasileiro), Inglês, Espanhol e Italiano. Instagram e Twitter: @ericmrlima E-mail: [email protected] Site: mafiamerengue.com
%d blogueiros gostam disto: