‘Pior que Benítez’, Zidane diz: “Sei que não ficarei aqui dez anos”

Kepa: operação e adiamento de sua contratação?
9 de janeiro de 2018
Zidane: “É culpa de todos, não vou jogar merda em ninguém”
9 de janeiro de 2018
Compartilhe

Dê uma nota pra esse post:

Se algum torcedor esperava que Zinedine Zidane fosse se tornar uma espécie de Alex Ferguson do Real Madrid… pode efetivamente esquecer essa ideia. Pelo menos é isso que o próprio técnico admitiu à ‘France Football’, numa entrevista na qual deixou claro que não será o seu passado de ex-jogador do clube, e tudo o que ali conquistou, que o manterá no cargo de treinador.

O técnico garantiu que, embora viva intensamente a sua realidade dentro do Santiago Bernabéu, gostaria de ter um desafio com outra equipe no futuro.

“Quero demonstrar que posso ser um bom treinador também nas dificuldades. Não fico assustado. Estou preparado para isso. As pessoas podem pensar que tudo é sempre fácil para mim, que faço tudo por instinto. Mas estão errados. Seja como jogador ou treinador, sempre trabalhei. O perigo está ali, mas não vou mudar. Sou consciente de que tenho grandes campeões na minha frente, que me escutam. No futebol, se você souber fazer, as coisas sempre funcionam”.

“Não estou protegido neste clube pelo que eu fiz como jogador”, afirmou. “Sei que um dia isso vai acabar no Real Madrid, por isso aproveito e faço de tudo para ter êxito. Eu digo a mim mesmo: ‘se eu tiver dez dias aqui, bom, viverei esses dez dias ao máximo; se forem seis meses, viverei esses seis meses no máximo’. Não penso em mais nada, eu sei que não vou ficar aqui por dez anos”, concluiu o técnico francês, que enquanto treinador já venceu todos os troféus que poderia conquistar (menos a Copa do Rei).

E como encara Zidane as pressões que surgem e até a vida fora do futebol? “As pressões externas não me afetam. Ponho um escudo e nada me pode incomodar. Sou responsável por muitas coisas, mas quando cheggo a casa desligo-me de tudo. Sei que muitos treinadores não podem deixar o trabalho, mas eu tenho essa habilidade. Vou para casa, fico com a minha família, vou jantar ou a um espectáculo. Isolo-me porque é essencial. Sei proteger-me”, assegura.

No programa The Transistor da Onda Cero e Radio MARCA, apresentado por José Ramón de la Morena, Jorge Valdano, argentino que foi jogador, treinador e até diretor desportivo do Real Madrid disse que Zidane é o maior responsável pela atual má fase do time: “Não sei dizer a porcentagem, mas Zidane chegou há dois anos e foi capaz de dar a volta por cima com aquela equipe. Agora está numa prova parecida. Naquela altura teve de corrigir Rafa Benítez e agora tem de corrigir-se a si mesmo. Tem a sua dose de responsabilidade porque há um problema de ordem que compete claramente ao treinador.”

Ainda que tenha um jogo a menos na liga espanhola, em partida adiada contra o Leganés por causa do Mundial de Clubes, Zinedine Zidane vive o seu pior momento desde que assumiu o comando do Real Madrid, em 2016. Na verdade, o treinador francês tem números inferiores aos de Ráfa Benítez, seu antecessor no cargo, antes de o madrilenho ser demitido.

 Seth Joyner Womens Jersey

Autor

Redação Portal Máfia Merengue [MME], notícias diárias atualizadas sobre o Real Madrid.


Compartilhe
Redação Máfia Merengue
Redação Máfia Merengue
Redação Portal Máfia Merengue [MME], notícias diárias atualizadas sobre o Real Madrid.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: