O mundo todo contra o Madridismo

Cristiano Ronaldo na UCL
Real Madrid cai, se ergue e mostra que ainda é o maior europeu
12 de abril de 2018
UEFA não irá punir Sergio Ramos
13 de abril de 2018
Compartilhe

Dê uma nota pra esse post:

Esse texto é para você que tem como propósito de vida torcer contra todo e qualquer tipo de triunfo do Real Madrid. Do tipo que gosta de procurar motivos que minorizem os feitos do clube. Esse texto é para te dizer uma coisa:

Eu entendo.

Entendo que ver o mundo todo fracassar, em uma batalha contra um time só, pode doer. Entendo que é tedioso ver sempre o mesmo time entre os quatro melhores. Entendo que é fácil criar polêmica apenas quando os erros de arbitragem são a favor desse time, jamais quando o prejudicam. Entendo que seja cômodo demais ignorar o gol de Isco que foi mal anulado. E entendo bem como deve ser cansativo a falta de criatividade, para usar ano após ano aquele mesmo papo de sempre. E entendo que é preciso muita coragem para alegar que um lance claro, como foi o pênalti em cima de Lucas Vásquez, foi um erro.

Resultado de imagem para benatia vasquez

E no meio de tudo isso, vemos muitas pessoas que vão sempre fechar os olhos para os comentários lógicos e abusar do discurso irracional. Imagine você, torcedor da Juventus e indignado com a decisão do árbitro, ver seu maior artilheiro e ídolo, Del Piero, afirmando que o lance foi pênalti e bem marcado. O que dói mais? A dura verdade ou a desilusão que o mundo todo alimentou?

“O roubo do século”. Assim foi rotulada a partida contra a Juventus. Até alguns dos comentaristas mais renomados, os que sempre opinam com tanta convicção, tiveram a coragem de argumentar que um lance desses, por ter ocorrido nos acréscimos, “não se deve apitar”, como se o regulamento fosse diferente após os 90 minutos. É desanimador. O torcedor madridista já está acostumado a ouvir esses protestos sempre por volta das fases finais, já que lá no começo não causará tanto alvoroço e comentários.

É o desespero que existe para procurar motivos que possam justificar um favorecimento/ajuda em favor do Real Madrid. Mas não se preocupe, todos sabem que essa é a única maneira que encontra de convencer a si mesmo de que o maior time conquistou seu objetivo mais uma vez. Já que a ideia de ser uma vitória por mérito próprio dos jogadores e comissão técnica é absurda demais para engolir.

Mas falando como torcedor do Real Madrid, não sei como é ver esse time de outra perspectiva. Confesso que, a ideia de ser tão incomodado assim por outro time, como se fosse um verme impregnado em meu cérebro, caçando críticas e defeitos, é assustador só de imaginar.

Contra tudo e contra todos. Essa é a realidade em que o Real Madrid se encontra. Contra as obsessões, os objetivos pessoais, as mágoas ressentidas, as derrotas marcadas na pele, é tudo muito difícil de lutar. O Manchester City é eliminado, com todos os méritos por uma equipe claramente superior, e seu treinador cita quem? O Real Madrid, falando de uma partida do ano passado. Arturo Vidal está lesionado e foi ao estádio assistir o jogo do Bayern, mas estava mais preocupado com qual partida? Do Real Madrid, assistindo o jogo pela internet.

Resultado de imagem para vidal

Sabe por que tudo isso? Porque o Real Madrid incomoda demais.

É um time que tira o sono de todos que o enfrentarão. É um time que conta com o melhor jogador do mundo. É um time que tem, em seu elenco, o melhor português, o melhor croata, o melhor galês, o melhor costarriquenho, o melhor espanhol. É um time com o melhor lateral esquerdo, o melhor lateral direito, o melhor zagueiro, o melhor passador, o melhor volante de marcação e o melhor finalizador. Como ignorar esse time?

Em duas possíveis situações, o seu time só se livrou das duas se fizer parte do quarto escalão de times da Europa. O futebol a nível de clubes, em relação ao Real Madrid, se encaixa em:

a) Já perdeu para o Real Madrid

b) Já levou um gol de Cristiano Ronaldo

A quantidade de clubes que compartilham dessas duas realidades é assustadoramente grande. E não estamos contando os amistosos ou partidas comemorativas. Quem é grande sempre será temido.

Quando não podem derrotá-lo, passam a responsabilidade para outro e transformam seu fracasso em torcida, na esperança de que isso vá preencher o buraco e marca deixado pelo Real Madrid na história do seu time. Mas é inevitável. Antes que perceba, estará indignado em como ainda não apareceu um time que esteja a altura.

Mas aquilo que mais dói em seu peito não é o pênalti que achou um absurdo. Não são os golaços, atuações de gala ou camisa pesada que te incomodam. É a doutrina exercida no maior torneio europeu.

Resultado de imagem para real madrid champions

Não basta ser o time com mais títulos, o time com mais finais, o time com mais vitórias e mais gols. O Real Madrid precisava de um recorde tão impossível de ser batido quanto seu número de troféus de Liga dos Campeões: mais semifinais consecutivas. Pela oitava vez seguida, o Real Madrid concretiza sua posição entre os quatro melhores do continente. Porque não basta ser o maior, é importante ser o melhor.

E mesmo com tudo isso, quantas emoções a Juventus proporcionou! Não bastasse ter em sua meta o goleiro mais querido da história, era o time com mais capacidade técnica e emocional de ser páreo para o Real Madrid.

Era.

Em uma atuação impecável, perfeita, a Juventus apresentou um futebol totalmente oposto do que foi jogado em seu campo, contra o mesmo Real Madrid. Que era o mesmo apenas no nome, já que a postura foi igualmente contrária. O grande erro dos madridistas foi desvalorizar e ignorar a força de disputa deste enorme campeão italiano, uma equipe que o Real Madrid não eliminava desde os anos 80.

Resultado de imagem para juventus real madrid

O time da Juventus deixou cada torcedor com aquele pingo de esperança, aquela alegria. “Finalmente vou poder rir do meu amigo madridista”, foi o pensamento que veio na cabeça de todos. Ver o Real Madrid correr esse tipo de risco, estar em uma situação delicada dessas jogando em casa… Uma realidade boa demais para ser verdade. Como se os deuses do futebol estivessem fartos desse time, que ganha tudo na Europa, que está sempre sem adversário a altura, e finalmente fariam seu legado chegar ao fim. Mas prevaleceu a justiça do futebol, levando em conta campanha, força, conquistas e postura.

Esse time tem os torcedores mais exigentes, os que mais cobram e mais demandam um altíssimo nível de futebol. Eles não querem apenas a classificação, querem ser finalistas sem sofrimento. O Real Madrid não é um time que faz seus torcedores sofrerem, sentirem angústia, tensão, medo. O madridista sabe que sempre existem aquelas partidas em que nada dá certo. Toda temporada terá aquele jogo que tornará a noite mais difícil de ser dormida, pensando em como o rival está melhor, como ele está se distanciando, como o seu principal jogador está em uma ótima fase. Mas este mesmo torcedor entende que seu time está destinado ao triunfo, em tudo que compete. É o time mais fácil de se torcer.

No meio de tantas críticas, declarações, notícias e opiniões, é preciso saber separar quais são corretas, quais são lógicas e quais são frutos de um torcedor derrotado e frustrado. E há uma relevância importante nessas diferentes categorias, já que o madridista precisa lidar com todas elas, a cada ano. Ao torcer para uma equipe tão vitoriosa e cheia de glórias, as consequências possíveis sempre incluirão títulos e incômodo nos adversários. Quase nunca o contrário.

Resultado de imagem para plaza cibeles real madrid

Eu entendo que a vida segue sem novidades, com o Real Madrid na semifinal, franco favorito ao título europeu, tendo do seu lado apenas sua própria torcida. Mas enquanto tiver um torcedor madridista acreditando… Espere pelo pior. Para você, claro. Demetri Goodson Womens Jersey

Autor
Redator
Sorry! The Author has not filled his profile.

Compartilhe
Lucas Kalebe
Lucas Kalebe
Estudante de jornalismo, loucamente apaixonado por futebol e madridista de sangue blanco. Nenhuma alegria superará a que senti no minuto 93. [email protected]
%d blogueiros gostam disto: