O momento de colocar Bale e Benzema no banco

Mesmo que atuem bem na próxima partida, o retrospecto de ambos não vem agradando

Ninguém deve saber melhor que Zidane qual o melhor plano de jogo e quais as melhores peças para a partida contra o Bayern de Munique. Porém, o comandante perde cada vez mais a ideologia criada por Carlo Ancelotti, técnico que implementou na equipe madridista o conceito de que não haviam jogadores intocáveis e de colocar jogadores importantes no banco para impor respeito em suas tomadas de decisões. As rotações impostas pelo técnico francês quase sempre são sistemáticas. O técnico já colocou Isco no banco quando pensou em outra maneira para a equipe jogar, o que ajudou a se recuperar e se tornar peça fundamental para os Blancos.

Benzema passa por sua pior temporada da carreira desde sua chegada ao Real Madrid. O atacante francês nunca foi cobrado para fazer muitos gols, mas na atual temporada sua média de gols está ainda mais baixa que nos últimos anos, com cerca de um gol a cada 300 minutos jogados. O jogador tornou-se dispensável no sistema madridista, e cada vez se tem menos argumentos para defender a titularidade do jogador. Bale, por sua vez, é criticado a muito tempo, tanto pela torcida quanto pelos veículos de mídia. O jogador teve problemas com diversas lesões, mas mesmo saudável o meio campista Galês não corresponde as expectativas.

Os dois jogadores vem se mostrado dispensáveis ao sistema de Zidane e não tem agradado a torcida dos Blancos

Zidane tem peças que poderia utilizar, não somente na partida em Munique, que mudariam o jeito de jogar e talvez o sistema do time. Colocar Cristiano Ronaldo e Asensio nas pontas ou testar Lucas Vazquez no meio campo e usar Isco como um segundo atacante. São apenas duas das opções que Zidane poderia considerar para colocar os jogadores no banco Matt Bartkowski Jersey

Matheus Ornellas Subscriber
Sorry! The Author has not filled his profile.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.