Marcelo, “capitão Champions League”

Massimiliano Allegri: “Temos poucas chances”
11 de abril de 2018
Sergio Ramos pode perder as semifinais da Liga dos Campeões
12 de abril de 2018

O brasileiro, que ornará a braçadeira de capitão no jogo de hoje, é um dos maiores pesadelos da Juventus

Compartilhe

Sendo uma das referências deste Real Madrid, dentro e fora do campo, hoje será capitão do time em um jogo de Liga dos Campeões. Com a ausência de Sergio Ramos, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, Marcelo assume a braçadeira em uma temporada de atuações memoráveis. A própria Juventus pode afirmar isso. O brasileiro é um pesadelo para a Velha Senhora, que sempre se viu incapaz de inibir as eficientes subidas do lateral esquerdo, caminho por onde o madridista fez seus piores estragos.

Imagem relacionada

Aconteceu também na final da última Liga dos Campeões, com uma linda jogada próximo a linha de fundo, antes de tocar para Asensio dentro da área, que marcou o quarto gol. Fez seu ótimo serviço mais uma vez na semana passada. Primeiro com um passe mágico para Isco, que encontrou Cristiano na área para fazer o primeiro gol. Depois, marcando o terceiro gol, onde tabelou com Isco, recebeu e tabelou com o Cristiano, para receber na cara de Buffon e tirar o goleiro italiano com um lindo toque por cima, antes de empurrar para o gol.

E suas boas atuações não param por aí. Marcelo está sendo decisivo, mais uma vez, nessa caminhada do Real Madrid na Liga dos Campeões. Contra o PSG, também marcou o terceiro gol da partida, após passe de Asensio. Sua chegada ofensiva volta a ser crucial no esquema de Zidane. Jogando de lateral esquerdo desde que chegou no Real Madrid, há 12 temporadas, acaba atuando muito como um meia atacante, graças a seu talento e habilidade com a bola quando está de frente para o adversário.

Marcelo tornou-se mais do que apenas uma referência do time. Sua vida no esporte é escrita quase inteiramente com as cores madridistas. Mesmo com um início de carreira difícil, quando contou de um momento no clube onde foi chamado por um dirigente do time, que o informou que seria cedido para venda. O brasileiro disse que resistiu e insistiu em sua permanência. “Foi o momento mais duro pra mim, mas também foi o momento onde fui mais forte”.

M12 esbanjou qualidade técnica neste lance contra o Atlético de Madrid.

 

Em suas 481 partidas como profissional, foram apenas 37 pelo Fluminense. Ainda jovem fez as malas para vestir o uniforme Blanco e tornar-se um comandado de Fábio Capello, com apenas 18 anos.

Seu futebol evolui a cada temporada, chegando ao ponto de tornar-se o estrangeiro do clube com mais vitórias, e o segundo com mais jogos (444), atrás de seu amigo, companheiro de posição e ídolo, Roberto Carlos, antecessor de Marcelo na lateral esquerda do Real Madrid. Logo atrás dele está Cristiano Ronaldo (431) e Benzema (402).

Marcelo também está há muito tempo no time de capitães do Real Madrid, já sentindo-se um jogador em casa. “Eu me sinto como um jogador formado na base porque tenho 11 anos de clube. Teria sido um prazer jogar pelo Real Madrid Castilla”, comentou para o Real Madrid TV.

Resultado de imagem para marcelo capitão real madrid

“Usar a braçadeira de capitão é algo que não tem preço”, disse Marcelo. Hoje irá, mais uma vez, comprovar esse prêmio por seu esforço e dedicação ao clube. Muhammad Wilkerson Authentic Jersey

Autor
Redator
Sorry! The Author has not filled his profile.

Compartilhe
Lucas Kalebe
Lucas Kalebe
Estudante de jornalismo, loucamente apaixonado por futebol e madridista de sangue blanco. Nenhuma alegria superará a que senti no minuto 93. [email protected]
%d blogueiros gostam disto: