Em jogo equilibrado e com nova falha de Marcelo, Real Madrid cede o empate no primeiro clássico e tudo se decidirá no Bernabéu

Sergio Ramos a três clássicos da eternidade
6 de fevereiro de 2019
Casemiro e Ramos, comemorando o gol do brasileiro no Dérbi vencido pelo Real Madrid por 3-1. Fonte: Helios de la Rubia / Real Madrid
Real Madrid vence o Atlético no Wanda Metropolitano e ratifica Morata: Realmente não são os índios que mandam na Capital
9 de fevereiro de 2019

Vinícius livrando-se da marcação de Busquets no empate entre Barcelona e Real Madrid. Fonte: Helios de la Rubia / Real Madrid

Compartilhe

Não se pode dizer que foi um bom resultado, pois no Real Madrid só vale vencer. Em partida equilibrada pela ida das semi-finais da Copa do Rei, Barcelona e Real Madrid empataram por 1-1 no Camp Nou. Lucas Vázquez marcou o gol merengue em um duelo que poderia ter sido vencido por uma ampla margem de gols.

Com ambas as equipes atuando na base do 4-3-3, o confronto mostrou-se equilibrado. O Real Madrid começou melhor e o Barcelona teve dificuldades, aproveitando-se, sobretudo, dos espaços do lado esquerdo da defesa madridista. O resultado foi melhor para o Real Madrid, que possui a vantagem do gol fora.

Vinícius impressionante no primeiro tempo…

O início de jogo dos merengues foi bastante intenso. Colocaram-se no campo de defesa do Barcelona para dificultar a saída do Barcelona e conseguiram. Aproveitando-se da presença de Messi no banco de reservas, o Madrid abriu o placar rapidamente. Posteriormente a cruzamento de Vinícius, Benzema serviu Vázquez, que abriu o placar. 0-1.

Vázquez em comemoração de seu gol. Fonte: Helios de la Rubia / Real Madrid

Vinícius Júnior foi, disparadamente, o melhor dos atacantes do Real Madrid na noite de hoje. Jogou com tamanha liberdade que parecia estar jogando no bairro de sua cidade natal. Vertical, motivado e sem medo, infernizou a defesa catalã pelo lado esquerdo do ataque e foi responsável pela criação de várias chances, como a do gol.

É importante considerar que o brasileiro também falhou bastante, sobretudo nas finalizações. Não esteve acertado nestes movimentos e tomou a decisão errada em um contra-ataque, no qual deveria ter servido Kroos. Entretanto, também é importante lembrar que é algo natural para um menino de 18 anos. É compreensível que tenha aspectos a melhorar e seguramente conseguirá, mas, acima de tudo, é impressionante, que com essa idade, consiga ser tão desequilibrante em seu primeiro Clássico… Fora de casa.

Vinícius em ação no seu primeiro Clássico. Fonte: Helios de la Rubia / Real Madrid

Solari correu o risco com Marcelo… E pagou caro

Solari foi criterioso na escalação inicial, mas isso não indica que utilizou o critério adequado. Está claro que Navas, Llorente e Marcelo, suplentes nas outras competições, terão minutos na Copa, que pode (não deveria) ter um peso menor. Os dois primeiros são jogadores de garantias, mas Marcelo não.

O momento do lateral brasileiro segue péssimo, as falhas são sucessivas e graves, além do aspecto mais importante: Nos jogos grandes, devem jogar os melhores. Posteriormente a bons jogos de Reguilón, foi injusto deixá-lo na arquibancada em um jogo que merecia ser titular. Hoje, Marcelo não está entre os melhores e deve ser protegido. Sua presença entre os titulares é injusta e custa caro. Solari foi criterioso, mas errou. O titular deveria ter sido Reguilón.

Marcelo e Benzema em ação ofensiva do Real Madrid. Fonte: Helios de la Rubia / Real Madrid

O Barcelona empatou no minuto 57 com Malcom… E Marcelo só apareceu no vídeo após o gol. Levar um gol do Vázquez é tão preocupante quanto levar um do Malcom. Não é que Malcom fez um grande jogo porque é um grande jogador. O brasileiro é limitado e fez uma boa partida porque não encontrou oposição adequada. Provavelmente não teria feito esse gol, nem atuado bem, se Regui ou Nacho estivessem no setor.

Solari perdeu Llorente por lesão, acertando na substituição do espanhol por Casemiro. No entanto, errou na dosagem de minutos para Asensio e Bale. O espanhol entrou no minuto 84 e o galês 20 minutos antes. Asensio deixou melhores impressões que Bale na última partida, merecendo assim, mais minutos.

O resultado, apesar de ruim, foi melhor para o Real Madrid, mesmo com a sensação de que uma boa vitória poderia ter sido conquistada. O gol marcado pode ter sido vital e a possibilidade de avançar à final é alta. Basta seguir com alta intensidade.

Autor

Bacharel, Licenciado e Especialista em Educação Física.
Mestre e aluno de Doutorado em Desenvolvimento Humano e Tecnologias.
Treinador de futebol habilitado pela The FA (Inglaterra) – Nível 1.
Idiomas: Português (brasileiro), Inglês, Espanhol e Italiano.

Instagram e Twitter: @ericmrlima
E-mail: [email protected]
Site: mafiamerengue.com


Compartilhe
Eric Lima
Eric Lima
Bacharel, Licenciado e Especialista em Educação Física. Mestre e aluno de Doutorado em Desenvolvimento Humano e Tecnologias. Treinador de futebol habilitado pela The FA (Inglaterra) - Nível 1. Idiomas: Português (brasileiro), Inglês, Espanhol e Italiano. Instagram e Twitter: @ericmrlima E-mail: [email protected] Site: mafiamerengue.com
%d blogueiros gostam disto: