Cristiano Ronaldo ativa o modo “matador”

Grande temporada de Carvajal
11 de março de 2018
O melhor Cristiano Ronaldo chega depois de ouvir seu corpo e mente
13 de março de 2018

O camisa 7 do Real Madrid finalizou de primeira em 22 de seus 33 gols nesta temporada.

Compartilhe

Dê uma nota pra esse post:

Cristiano evoluiu. Em seus 33 anos, já não é o jogador potente e explosivo de outrora, esse que amendrontava defesas adversárias a base de velocidade e dribles. Esse Ronaldo, que como jogador do Manchester United garantiu sua transferência para o Real Madrid em 2009, é, na grande maioria de suas atuações, história. A versão atual, o CR7 de 2018, é um jogador que vive puramente pelo gol.

Que já passou a marca de 40 gols em sete das últimas oito temporadas completas no Real Madrid. E que nesta, a nona, está a sete gols de chegar a 40 novamente. Vale lembrar que é o único jogador na história a atingir essa marca em oito temporadas seguidas. Uma projeção que, dado seu progresso nas últimas partidas, já pode ser considerado como mais uma meta batida.

Contra o Eibar, foram mais dois para a conta. Ambos de primeira. (FOTO: Marca)

O Cristiano atual economiza esforços. Em Ipurua, estádio do Eibar, necessitou de apenas dois toques parar fazer o primeiro gol (um para dominar a bola no peito, vindo de passe do Modric, e outra para finalizar com precisão no canto esquerdo), e mais um para o segundo, em uma cabeçada indefensável vindo de um cruzamento perfeito de Carvajal. É precisamente essa a sorte preferida de Cristiano, que está se especializando em fazer gols com um toque. Só nessa temporada, dos 33 gols marcados por Cristiano, 22 foram em finalizações de primeira, isso é 66,6% dos tentos. Podemos concluir que dois terços de suas comemorações foram por conta de arremates de primeira, antecipando a jogada, sem deixar tempo para que a defesa rival reaja.

Isso demonstra sua transação para a função de “9” da equipe, posição que muitos seguem atribuindo – de forma errônea – a Karim Benzema, algo que não será mais. E é certo que Cristiano continua preferindo partir para o ataque vindo da esquerda – considera que assim oferece menos referências aos seus marcadores – , mas também que culmina, grande parte de suas subidas ao ataque, dentro da pequena área.

O PSG viu bem o melhor cabeceador do mundo em ação. (FOTO: As)

Tendência acentuada

A tendência de Cristiano estar vivendo apenas de chutes de primeira vem aumentando nos últimos meses, o que serviu para que o português, depois de um início de temporada escasso em gols, se aproximasse até de Messi e Suárez na luta pelo prêmio Pichichi, o troféu dado ao artilheiro em La Liga. Esse tipo de finalização foi responsável por 14 dos 17 gols marcados por Cristiano desde o início do ano. Com isso, a porcentagem passa de 66% para impressionantes 82% dos gols na temporada. Ainda longe do absurdo 100% de Hugo Sanchéz, na temporada 89-90 de La Liga, onde o mexicano marcou 38 gols, todos em arremates de primeiro toque.

Contra o Getafe, foram mais três. “Calma, calma” (FOTO: Marca)

Atualmente parece impossível repetir o feito do Manito, como era carinhosamente chamado Hugo pela torcida. Mas também parecia improvável superar a artilharia de Raúl González, e Ronaldo o pulverizou em 2015, com 10 anos de clube a menos que o espanhol, e isso há três anos atrás.

E claro, o mais importante é que o goleador nato faz a torcida do Real Madrid sorrir. Seja dominando a bola, ajeitando para a direita e mandando no ângulo (ei Pique, um abraço!), ou chutando de primeira, o que os madridistas querem são gols. E isso é algo que o português sabe muito bem, aprimorando-se a cada ano. Segue muito vivo na disputa europeia dessa temporada, depois de eliminar o estrelado elenco do PSG. Mas nada é impossível quando Cristiano Ronaldo ativa o seu modo “matador”. John Kelly Authentic Jersey

Autor
Redator
Sorry! The Author has not filled his profile.

Compartilhe
Lucas Kalebe
Lucas Kalebe
Estudante de jornalismo, loucamente apaixonado por futebol e madridista de sangue blanco. Nenhuma alegria superará a que senti no minuto 93. [email protected]
%d blogueiros gostam disto: