Gareth Bale odiado

Como Gareth Bale passou de idolatrado a odiado pelos torcedores do Real Madrid

Gareth Bale odiado | “Gales. Golfe. Madrid. Nessa ordem”. Essas foram as palavras que Gareth Bale estampou em uma bandeira do País de Gales, após uma vitória que classificou a seleção para a EURO 2020, apontando suas prioridades. Essa atitude gerou uma revolta imediata na equipe do Real Madrid, pois demonstraria falta de respeito e comprometimento do galês para com a equipe merengue. Desde então, Bale tem atuado bem menos pela equipe, além de o clube ter tentado vendê-lo em diversas oportunidades.

Após a saída de Cristiano Ronaldo, o Real Madrid ficou sem sua maior referência, e toda a confiança da torcida foi para Gareth Bale, que foi muito importante em todas as conquistas da equipe. Apesar disso, o galês não correspondeu como o esperado, nem dentro e nem fora de campo. Desde a saída do craque português, Bale atuou em 62 jogos, marcando 17 gols e dando nove assistências. Nesse mesmo período, perdeu 22 jogos por lesão. Além disso, o galês acumula mais atitudes não muito adequadas para um jogador de futebol:

 

Na vitória contra o Alavés, estava dormindo no banco com a máscara nos olhos.

    – No confronto diante do Granada, foi flagrado simulando um binóculo, porém, olhando para o lado contrário ao que o jogo estava ocorrendo.

    – Na pré-temporada, não viajou com a equipe para um torneio em Munique, e ficou em Madrid jogando golfe.

 Essas foram apenas algumas das mancadas do galês, que acumula muito mais episódios como questionáveis. O agente do camisa 11 merengue, Jonathan Barnett, também não colabora para melhorar a situação de Bale. Barnett já foi a público dizer que o técnico da equipe, Zinedine Zidane, é um ingrato com o galês.

Segundo o jornal espanhol “As”, o jogador só aceitará sair de Madrid se tiver seu salário pago até o final do contrato, que termina em 2022. Se isso realmente se confirmar, o Real Madrid teria um dilema: deixar Bale sair, mas pagar seu salário, mesmo que o jogador esteja em outro clube, ou mantê-lo até o final de seu contrato, o que poderia valer mais a pena, pois dessa maneira Zidane teria a possibilidade utilizá-lo nas partidas, se necessário.

“Gales. Golfe. Madrid. Nessa ordem”

O talento do galês é incontestável, tanto que, em 2016, foi o sexto colocado da “Bola de Ouro” (prêmio dado ao melhor jogador do mundo), ficando 12 posições a frente de Luka Modric, que venceria o prêmio em 2018, e atrás apenas de Neymar, Luis Suárez, Griezmann, Messi e Cristiano Ronaldo. Mas, nos últimos tempos, Bale parece ter perdido o interesse em jogar futebol pelo Real Madrid, já que aparentemente não tem mais comprometimento com a equipe, preferindo ficar jogando golfe.

Sorry! The Author has not filled his profile.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *