Bale não continuará em Madrid

Bale se desconecta
20 de fevereiro de 2018
Dois anos depois, trio BBC volta a marcar gols na mesma partida
25 de fevereiro de 2018

A decisão já foi tomada no clube branco. Ele ficou sem crédito.

Compartilhe

Dê uma nota pra esse post:

O galês está chateado com a mudança contra o Levante, suas últimas substituições contra a Real Sociedad e Leganés ontem, mas especialmente contra o PSG, no grande evento europeu. Ele voltou à formação inicial contra o Betis e novamente passou despercebido durante seus 73 minutos no campo, no qual ele não participou de nenhum dos quatro gols. Como ele também se permitiu o luxo de organizar seu desconforto, Zidane enviou-lhe uma “mensagem” quando perguntado sobre a discreta performance de Gareth: “Bem … Ele fez seu jogo…”.

Esse é precisamente um dos dois principais problemas que o impediram de triunfar em Madrid. Ele só sabe como fazer sua partida, e isso muitas vezes não corresponde aos interesses do coletivo, com o qual está relacionado com dificuldade, como um corpo estranho. Sua capacidade de se envolver no jogo em equipe é inversamente proporcional às suas condições extraordinárias. Bale joga seu jogo enquanto vive: isolado em seu mundo, distante.

PRIVILÉGIOS IMEDIATOS

Quando não desequilibra o jogo, o que acontece com menos e menos frequência, ele desaparece. Não só no ataque, mas também na defesa, onde seu envolvimento é mínimo, para o disgosto de Zidane. O galês, irregular, pede privilégios que apenas merecem Cristiano, e atua como se ele tivesse ganho três Bolas de Ouro. A coisa ruim não é que ele não os tenha conquistado, mas a certeza de que ele não os ganhará, tanto por sua tendência a ser disperso quanto por sua fragilidade física.

Desde que ele chegou a Madrid, ele recebeu um brilhante tratamento de estrelas por ser a contratação mais cara da história do clube. Eles o equipararam com Neymar e concederam-lhe o status de substituto imediato de Cristiano no Olimpo de Madri. Cinco anos depois, ambas as comparações são dolorosas. Bale ainda não ofereceu metade do desempenho que se poderia esperar do seu potencial e assiste à consagração de  Neymar para ocupar o trono após Messi e Cristiano. Ele também evidenciou falta de força física e mental para ser o líder que nos escritórios de Madri pensaram que seria. Ganhou três Champions, sim, mas em um confortável segundo lugar à sombra do português.

LESÕES

A culpa dessas expectativas frustradas é o rastro de 25 lesões que o fizeram perder 78 jogos, quase um em cada três desde que ele chegou. Este curso já possui três quebras musculares, ao desespero do fisioterapeuta que, até recentemente, estava exclusivamente encarregado de seus cuidados obsessivos.

É por isso que, no clube branco, eles acabaram se rindo da evidência e assumindo que terão que transferi-lo neste verão. Por essa razão e porque já não é detido que, com uma performance cheia de altos e baixos, continue bloqueando o caminho para o projeto de um grande futebolista, como Marco Asensio. A queixa é tão notória que se mudou para as arquibancadas. Não é por acaso que, no outro dia, Barnett, seu agente, colocou um preço sobre ele: 222 milhões de euros, como Neymar. A realidade é que, no verão passado, o Real Madrid teria o vendido por 90. Mas nem o Manchester United nem ninguém os ofereceu.

Publicado originalmente no MARCABlaine Gabbert Authentic Jersey

Autor

Redação Portal Máfia Merengue [MME], notícias diárias atualizadas sobre o Real Madrid.


Compartilhe
Redação Máfia Merengue
Redação Máfia Merengue
Redação Portal Máfia Merengue [MME], notícias diárias atualizadas sobre o Real Madrid.
%d blogueiros gostam disto: