Asensio marca, Real Madrid vence o Ajax fora de casa e demonstra, novamente, que merece ser respeitado

Marcelo, Vinícius Júnior e Casemiro. Fonte: Antonio Villalba / Real Madrid
Real Madrid viaja para Amsterdã com todos os jogadores disponíveis
12 de fevereiro de 2019
Asensio marca em vitória do Real Madrid sobre o Ajax. Créditos: Antonio Villalba / Real Madrid
A história por trás da comemoração do gol de Asensio contra o Ajax
14 de fevereiro de 2019
Asensio marca em vitória do Real Madrid sobre o Ajax. Créditos: Antonio Villalba / Real Madrid

Asensio marca em vitória do Real Madrid sobre o Ajax. Créditos: Antonio Villalba / Real Madrid

A verdade? Sim, a Champions é especial. É a competição do Real Madrid, na qual seu brilho é sempre incontestável. Em partida válida pela ida das oitavas-de-final da UEFA Champions League, O Real Madrid venceu o Ajax, por 2×1, na Johan Cruyff ArenaBenzemaAsensio anotaram os gols merengues.

Ponto extremamente positivo para Solari, não por manter o 4-3-3, mas sim por barrar Lucas Vázquez. Demonstração de coragem do argentino ao transmitir uma mensagem ofensiva ao adversário. Posteriormente ao Dérbi e devido às especulações que a equipe seria mantida hoje, o treinador do Real Madrid proporcionou uma boa surpresa a todos.

Bom padrão de jogo do Ajax e Real perigoso com Vinícius e Bale

Não seria um jogo fácil e a equipe mandante confirmou o que já se imaginava. Ainda que o Real Madrid tivesse levado perigo no começo do jogo com finalizações de Gareth e Vini, os holandeses foram bem. Posteriormente a estes momentos, o Ajax conseguiu manter a posse de bola e jogar no campo do Madrid, obrigando Courtois a realizar intervenções importantes.

Pouco antes do intervalo, o Ajax chegou a ter um gol anulado, marcado por Tagliafico. O lance é passível de interpretação, por isso podem existir queixas sobre a decisão do VAR. Entretanto, a decisão foi acertada e o Madrid respirou aliviado.

E então Vinícius aparece… E que espetáculo de jogador é o brasileiro

Os merengues iniciaram a segunda etapa sem alterações e a coragem, somada ao talento de Vinícius Júnior, premiaram a equipe novamente. O brasileiro recebeu de Reguilón, deixou Mazraoui no chão, livrou-se de De Ligt e Blind para, posteriormente, servir Benzema, que finalizou no ângulo. 0-1.

Benzema e Vinícius na comemoração do 0-1. Créditos: Antonio Villalba / Real Madrid

O Ajax chegou ao empate e seria errado dizer que não mereceram. Jogaram muito bem e inclusive poderiam ter sacado o empate, ou até a vitória. Vázquez perdeu a bola na intermediária, ocasionando o contra-ataque que foi culminado por Ziyech, após passe de David Neres.

No entanto e para o azar dos anfitriões, o Real Madrid sabe sofrer e sua camisa é gigante. Um dos valores do clube é acreditar sempre e, 12 minutos após o empate, Asensio devolveu a vantagem aos madridistas. Posteriormente à cruzamento de Carvajal, Marco completou para o gol e sentenciou a partida. 1-2.

Asensio aparece, Vinícius segue brilhando… E o cartão de Ramos, perigoso

Asensio tem em seu currículo gols em jogos grandes, sobretudo na Champions. Ninguém duvida do potencial do espanhol e é ótimo vê-lo marcando. Em uma temporada irregular, o gol de hoje pode lhe injetar confiança para reconquistar a titularidade. Tem mais qualidade que Bale e Vázquez e, sobretudo, sabe que no Madrid, os minutos são ganhos com trabalho e que ele tem condições.

É repetitivo dizer que Vinícius Júnior jogou bem… Mas isso está longe de ser algo ruim. O jovem lida perfeitamente com a pressão dos jogos grandes e, hoje, finalizou melhor suas ocasiões. Foi um pesadelo para Mazraoui e De Ligt no lado direito da defesa holandesa e é o símbolo da recuperação anímica do Real Madrid.

Vinícius superando a marcação de Blind no primeiro gol do jogo. Créditos: Antonio Villalba / Real Madrid

Sergio Ramos foi advertido com o cartão amarelo, está suspenso do jogo da volta… E possivelmente, do primeiro das quartas, se o Madrid passar e o árbitro relatar o “cartão forçado” na súmula. O capitão “corrigiu” suas declarações por meio das redes sociais, afirmando que não forçou o cartão, mas esse não é o maior problema.

O jogo de volta será duro e os madridistas não tem a classificação garantida. É melhor que o zagueiro esteja livre nas quartas, é claro, mas o jogo no Bernabéu será vital e os melhores devem estar presentes. A vantagem é boa, mas a eliminatória está aberta.

Sergio fará falta, é uma pena. Será bem substituído por Nacho, mas jogar sem uma referência é triste. Fica a torcida para que a suspensão não chegue a dois jogos.

Grande Real Madrid no que vai deste mês intenso. Que a sequência de vitórias aumente.

Autor

Bacharel, Licenciado e Especialista em Educação Física.
Mestre e aluno de Doutorado em Desenvolvimento Humano e Tecnologias.
Treinador de futebol habilitado pela The FA (Inglaterra) – Nível 1.
Idiomas: Português (brasileiro), Inglês, Espanhol e Italiano.

Instagram e Twitter: @ericmrlima
E-mail: [email protected]
Site: mafiamerengue.com

Eric Lima
Eric Lima
Bacharel, Licenciado e Especialista em Educação Física. Mestre e aluno de Doutorado em Desenvolvimento Humano e Tecnologias. Treinador de futebol habilitado pela The FA (Inglaterra) - Nível 1. Idiomas: Português (brasileiro), Inglês, Espanhol e Italiano. Instagram e Twitter: @ericmrlima E-mail: [email protected] Site: mafiamerengue.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: