Asensio brilha e Benzema se torna maior que Puskás

Zidane: “Eu tenho um bom relacionamento com Bale, não há um antes e depois da final de Kiev”
17 de junho de 2020
James Rodríguez: “O Real Madrid não me deixou ir para o clube que eu queria”
24 de junho de 2020
Compartilhe

Real Madrid entrou em campo novamente precisando vencer para diminuir os cinco pontos de vantagem do líder Barcelona. A 29ª rodada trouxe ao estádio Alfredo di Stefano um Valencia em oitavo lugar, mas a apenas três pontos da zona que dá vaga à Europa League e a seis da Champions.

A partida começou com uma intensidade que deixou claras as intenções das equipes. Ambas entraram em campo com ímpeto ofensivo e tiveram seis finalizações em 15 minutos. HazardKroos Casemiro tentaram pelo time de Zidane e exigiram diversas defesas de Cillessen. Do outro lado, houve menos chances, mas com mais perigo em chute de Rodrigo acertando a trave de Courtois.

Foi justamente o atacante da camisa 19 da equipe visitante quem abriu o placar, mas teve sua comemoração cancelada. Aos 20 minutos, Soler botou a bola no meio da área, Maxi Gómez desviou e Rodrigo ficou na cara de Courtois para empurrar para dentro. O VAR foi acionado por um possível impedimento no desvio e a arbitragem constatou a posição irregular.

Após Cillessen ser muito exigido, Courtois também resolveu brilhar e fez uma defesa voadora. O goleiro belga do Real Madrid salvou um foguete de Kondogbia que entraria no canto.

Já haviam passado 45 intensos minutos, mas ainda haveria mais chances claras antes do intervalo. Primeiro, Ferran Torres soltou a bomba dentro da área e foi bloqueado por Carvajal. Na sequência, Cillessen voltou a trabalhar em chute de Hazard.

No segundo tempo, o Real Madrid seguiu tendo a posse de bola diante de um Valencia que já não ofereceria o mesmo perigo. O time anfitrião finalmente conseguiu abrir o placar com Benzema. Aos 60 minutos, após roubada de bola no campo de defesa, Hazard foi ativado, fez tabela com Modric e deu assistência para o francês mandar para dentro do gol.

O Valencia realizou quatro substituições seguidas, mas foi a de Zidane que surtiu efeito. Marco Asensio voltou a campo depois de quase um ano se recuperando de lesão e, no primeiro lance, recebeu cruzamendo de Ferland Mendy para bater de primeira com a perna esquerda e ampliar o placar.

Aos 86 minutos, ainda havia tempo para mais um – um golaço de Benzema. Em ataque veloz, Asensio foi acionado livre pela direita e tocou para o francês. Com apenas um toque de esquerda, o centroavante dominou ajeitanto e dando praticamente um chapéu na marcação. Quando a bola caiu, o camisa 9 chutou com força com a direita no alto do gol de Cillessen.

Havia tempo apenas para a expulsão de Kang-in Lee, que protagonizou um lance estranho de falta sobre Sergio Ramos, acertando três golpes chutes seguidos por trás até que o zagueiro caíssem no gramado. Cartão vermelho e apito final.

Com o resultado, o Real Madrid volta a ficar a dois pontos de distância do líder Barcelona. O Valencia, por sua vez, segue com 43 pontos na oitava posição.

Ambas as equipes entram em campo no próximo domingo pela 30ª rodada. O time de Zidane visita a Real Sociedad e o de Albert Celades recebe o Osasuna.

Autor

Redação Portal Máfia Merengue [MME], notícias sobre o Real Madrid.


Compartilhe
Redação Máfia Merengue
Redação Máfia Merengue
Redação Portal Máfia Merengue [MME], notícias sobre o Real Madrid.
%d blogueiros gostam disto: