A contradição de Zidane

Em 2005, foi a última vez que Cristiano Ronaldo passou uma temporada sem gols (foto: Reuters)
2005, a última vez que Cristiano Ronaldo teve uma temporada sem gols
14 de janeiro de 2018
Cristiano Ronaldo está se sentindo traído no Bernabéu e quer jogar no Manchester United (foto: GettyImages)
Cristiano Ronaldo pode voltar para o Manchester United
15 de janeiro de 2018

Zidane dá instruções a Asensio contra o Villarreal | José A. García | MARCA

Compartilhe

Dê uma nota pra esse post:

Não dá pra lembrar muito bem como isso aconteceu, como tudo começouVocê desacelera e diminui as marchas e, quando se dá conta da situação, a memória não consegue localizar no espaço e no tempo que danificou o arquivo que infectou tudo. E, no entanto, o impossível aconteceu.

‘O Bernabéu vaia Zidane’ é uma frase mais complexa do que podem aparentar seus 19 caracteres sem contar os espaços. Atrás da tag ‘Zidane’, com um clique do mouse que está inserido atrás do pupilo, o Real Madrid lembra com clareza o vôleio de Glasgow , seus dribles no gramado, o dia em que ele se despediu com lágrimas nos olhos. Ao Zizou treinador, o de Milan e Cardiff, o de Cibeles, o de agosto .

Ninguém lembra muito bem como aconteceu. Que partida foi em que tudo começou a dar errado, em que resultado, em que mensagem sem resposta. O fato é que o Bernabéu já olha para ele como se ele fosse apenas um homem , um estranho, ou pior ainda: como se ele fosse o treinador do pior Real Madrid nos últimos anos. E tudo se quebra mais quando, para exagerar o sentimento de união, começa a incorrer em contradições.

Zidane não quer contratações e apela a este discurso para mostrar a todos a confiança dele na equipe. Mas o “Eu me importo muito” são diluídos como açúcar quando ele esquece de partidas importantes. Contra o Villarreal, ele nem esgotou as mudanças. Com Ceballos nas arquibancadas, ele deixou Mayoral aquecendo a segunda parte toda, para esquecê-lo.

Ele se queixa e lamenta e se contorce no seu assento pela falta de um gol. E deixa o único atacante que tinha no banco de lado, 40 minutos, aquecendo, observando com desespero como voavam bolas na área, que ele poderia ter colocado pra dentro das redes. Ele não quer um atacante nesse mercado de inverno. “Eu confio na minha equipe”. Não coloca aquele que tem. Você confia em sua equipe?

Se Zidane não quer roupas novas e não coloca o que tem no armário, a solução para a equação é muito simples. Sempre estará na rua com as mesmas calças e a mesma camisa, por mais suja que esteja ou quantos botões cairão. O que resta saber é se é feito por convicção ou por algum tipo de lealdade que faz fronteira com a teimosia. Se ele tem certeza de se vestir dia a dia com o mesmo ou se derrete de vontade quando olha com atenção para as vitrines do mercadoMark Scheifele Authentic Jersey

Autor

Redação Portal Máfia Merengue [MME], notícias diárias atualizadas sobre o Real Madrid.


Compartilhe
Redação Máfia Merengue
Redação Máfia Merengue
Redação Portal Máfia Merengue [MME], notícias diárias atualizadas sobre o Real Madrid.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: