9 galácticos que começaram melhor que o Hazard

Zidane mente para defender Hazard
30 de setembro de 2019
Benzema, o líder silencioso do Real Madrid: mais gols que Cristiano, Messi e Suárez
Benzema, o líder silencioso do Real Madrid: mais gols que Cristiano, Messi e Suárez
7 de outubro de 2019
Compartilhe

9 galácticos que começaram melhor que o Hazard
5 (100%) 1 vote

Eden Hazard admitiu, na entrevista coletiva antes do jogo contra o Brugge, que até agora ele não ofereceu seu melhor nível e que precisa melhorar. Zidane tentou defendê-lo e lembrou que também teve dificuldade em começar como jogador com a camisa do Real Madrid. O que os outros ‘galácticos’ fizeram no começo?

LUÍS FIGO

O português, a primeira grande contratação de Florentino Pérez no mercado, já tinha um gol (contra o Valência, em sua estréia em LaLiga) e quatro assistências (duas contra o Málaga e duas contra o Atlético de Madrid) na altura em que Hazard está.

Quanto ao saldo de vitórias e derrotas, foi o seguinte: uma derrota (na Supercopa da Europa, contra o Galatasaray), quatro vitórias (Valência, Moscow Spartak, Athletic e Leverkusen) e três empates (Sporting Portugal, Málaga e Racing).

ZINEDINE ZIDANE

Zidane não teve um começo fácil como jogador do Real Madrid, como ele próprio reconheceu nesta segunda-feira em uma coletiva de imprensa. O francês, para começar, perdeu os quatro primeiros jogos da Liga dos Campeões por causa de uma suspensão que estava cumprindo desde a sua última temporada na Juventus.

O francês ainda precisava se conectar com o nível do Real Madrid, embora seus números não fossem de todo ruins. No final de setembro, ele marcou três gols (Betis, Espanyol e Valladolid) e um passe para gol (na jogo de ida da Supercopa da Espanha, contra o Zaragoza). Claro, ele já havia perdido dois jogos, contra o Valência e o Betis. A primeira grande performance de Zidane foi em janeiro, contra o Deportivo.

RONALDO FENÔMENO

Miniatura do vídeo

A estrela brasileira ainda não havia estreado nesta altura. Foi contratado no último dia do mercado aberto, desembarcou em Madrid fora de forma após as férias que teve, depois de vencer a Copa do Mundo, e usou o mês de setembro para entrar em sintonia.

Em sua estréia, já em outubro, ele impressionou: doblete contra o Alavés, saindo do banco e jogando apenas 27 minutos, marcando gol com apenas 62 segundos em campo. Demorou mais um mês para marcar seu próximo gol, contra o Rayo em Vallecas.

DAVID BECKHAM

O inglês teve um ótimo começo no Real Madrid. No final de setembro, ele já havia marcado três gols, apesar de ser um meio-campista, um deles na vitória do Real Madrid por 3 a 0 sobre o Mallorca, no jogo de volta da Supercopa da Espanha, no qual o time merengue empatou por 2 a 1 no jogo de ida.  Além disso, ele somou nada menos que cinco gols. Cinco vitórias, um empate e duas derrotas (a citada contra o Mallorca e contra o Valencia) foi o seu saldo.

MICHAEL OWEN

Michael Owen não teve um começo fácil, e nunca foi titular indiscutível. Nesta altura, ele havia jogado apenas quatro jogos e não marcou nenhum gol, embora tenha ajudado na vitória por 0-1 na casa do Mallorca, na primeira rodada da LaLiga.

Seu primeiro gol não chegou até 19 de outubro, contra o Dínamo de Kiev, e depois ficou em branco quatro partidas seguidas.

CRISTIANO RONALDO

O ‘galáctico’ com o melhor começo: nove gols e um assistência no primeiro mês, pouco antes de machucar seriamente o tornozelo contra o Olympique de Marselha. Suas vítimas foram: Deportivo de la Corunha, Espanyol, Zurique (duas vezes), Xerez (duas vezes), Villarreal e Marselha (duas vezes).

A primeira derrota da temporada 2009-2010 foi sofrida pelo Real Madrid logo no primeiro jogo após sua lesão, no Sánchez Pizjuán.

KAKÁ

Embora sua passagem no Real Madrid tenha sido decepcionante, seu início, pelo menos em números, não foi ruim: três gols e três assistências no primeiro mês. Ele marcou contra Villarreal, Tenerife e Marselha, e deu assistência contra de Zurich e duas vezes contra o Espanyol. Depois, ele espaçou seus gols cada vez mais: seu próximo gol foi no início de novembro e depois ele teve que esperar até fevereiro para marcar.

KARIM BENZEMA

Três gols e duas assistências foi o que somou Benzema em seu primeiro mês, em apenas cinco jogos disputados, já que ele não jogou contra o Zurich nem o Villarreal. Embora os holofotes apontassem para Cristiano Ronaldo e Kaká, que chegaram no mesmo verão que o francês, os números de Karim não foram ruins. Xerez e Tenerife foram suas vítimas.

A competição com Higuaín fez com que gradualmente perdesse destaque. Ele terminou a temporada com nove gols.

GARETH BALE 

Foi contratado nos últimos dias do mercado, quando dois jogos da LaLiga já haviam sido disputados, e sentindo algum desconforto físico, Bale ainda não havia começado no final de setembro. Mal havia jogado três jogos. Ele marcou contra o Villarreal em sua estréia oficial no Real Madrid. Depois, entro em uma substituição, na vitória por 1-6 sobre o Galatasaray e jogou a segunda parte na derrota por 0-1 no derby contra o Atlético de Madrid.

JAMES RODRÍGUEZ

Três gols e duas assistências é o que James Rodriguez teve depois de completar o mês de setembro. O colombiano era incontestável no início do campeonato, sendo titular em quase todos os jogos. Embora o Real Madrid tenha perdido a Supercopa da Espanha contra o Atlético e conseguido duas derrotas seguidas, contra o Real Sociedad e novamente o Atlético na LaLiga, seguiu-se uma ótima sequência de vitórias, nas quais o colombiano desempenhou um papel importante.

EDEN HAZARD

Miniatura do vídeo

“Eu tenho que melhorar” ele admitiu segunda-feira, antes de enfrentar o Brugge na Liga dos Campeões. No momento, por causa das lesões, ele jogou apenas quatro partidas oficiais: 30 minutos na vitória por 3-2 contra o Levante, 70 minutos na derrota por 3-0 contra o PSG, uma partida praticamente completa contra o Sevilla no Pizjuán (0-1, substituído por Lucas Vázquez nos 90 ‘) e 76 minutos no derby (0-0) contra o Atlético.

Ele não viu nem chance de fazer gol, nem passou perto de dar assistências nesses quatros jogos. Com ele em campo, o Real Madrid marcou apenas um gol, o de Benzema, em Sánchez Pizjuán. Embora defensivamente ele esteja tentando o seu melhor, Hazard não foi contratado para isso e ele o sabe muito bem.

Autor
Presidente [Fundador] PORTAL MÁFIA MERENGUE [MME]

Capitão Fundador e Presidente do PORTAL MÁFIA MERENGUE [MME]🔥
@mafiamerengue
Associado e Sócio do @cruzeiro
À glória do Grande Arquiteto Do Universo!
www.mafiamerengue.com


Compartilhe
Carlos Pacheco
Carlos Pacheco
Capitão Fundador e Presidente do PORTAL MÁFIA MERENGUE [MME] @mafiamerengue Associado e Sócio do @cruzeiro À glória do Grande Arquiteto Do Universo! www.mafiamerengue.com
%d blogueiros gostam disto: